Blog da Ploomes
Inteligência Artificial na Indústria

Inteligência Artificial na Indústria: exemplos e aplicações

Máquinas capazes de pensar sozinhas sempre foram uma utopia e um pesadelo para a humanidade. Por azar, ou por sorte, as limitações tecnológicas impediram que fosse possível criar um robô capaz de realizar tarefas humanas, pelo menos até então.

A inteligência artificial é, hoje, uma possibilidade, podendo inclusive ser aproveitada na indústria. A evolução da tecnologia permite com que as máquinas se tornem cada vez mais autônomas e capazes de interferir na produção.

Contudo, é necessário ressaltar que ainda existem uma série de limitações para o que os computadores conseguem fazer. O desempenho dos robôs ainda não é completamente autônomo, sendo necessário programá-los anteriormente e “ensiná-los” sobre as ações que eles precisam executar.

Acompanhe neste texto qual é o atual estado da inteligência artificial e quais são as suas aplicações possíveis na indústria.

O que podemos definir como “Inteligência Artificial” hoje?

Quando falamos sobre a chamada “Inteligência Artificial” é importante lembrar que não se trata de apenas um tipo de tecnologia, mas de vários recursos que atuam em conjunto para criar processos autônomos e flexíveis.

Contudo, existe outro fator importante dessa tecnologia. A “inteligência” simulada em computadores trata mais especificamente de reconhecimento de padrões.

Isso significa que o computador só é capaz de comandar ações que ele já foi programado ou ensinado a fazer.

Qualquer alteração ou erro não previsto na linha de produção exige a “re-educação” da máquina ou modificação do algoritmo atual. Do contrário, o programa não vai reconhecer a novidade ou simplesmente ignorá-la.

Dessa forma, a intervenção humana ainda é importante para a conformidade do processo, mas sem a necessidade de ser a principal responsável pela execução.

Com o uso da Inteligência Artificial, a responsabilidade dos seus colaboradores é garantir o bom desempenho das máquinas, seja por meio de supervisão ou melhorias na programação.

Quais são os benefícios da Inteligência Artificial na indústria?

Mesmo com as limitações atuais desse recurso, ainda é possível aplicá-lo em tarefas relevantes para a indústria, principalmente em tarefas operacionais. Confira algumas vantagens da Inteligência Artificial na Indústria:

Menor incidência de erros

A potência e versatilidade das máquinas permite que atividades repetitivas e mecânicas sejam feitas com menor chance de erros. Isso porque, uma vez programado, o processo pode ser repetido à exaustão e dificilmente será afetado por fatores externos.

Se combinado com a manutenção adequada, o desempenho da produção passa a ser contínuo e sem interrupções custosas. Porque, afinal, as máquinas precisam de limpeza ou lubrificação periodicamente.

Apesar disso, a resistência das máquinas facilita a manipulação de elementos perigosos ou de dimensões extremas. Tarefas mais simples que envolvam esses materiais podem ser automatizadas e evitar danos à equipe ou à estrutura da fábrica.

Redução do custo operacional

A inclusão de processos automáticos que exijam pouca ou nenhuma intervenção humana permitem que os recursos sejam direcionados para tarefas mais produtivas ou que tragam vantagem estratégica para o negócio.

Usando como exemplo a área de atendimento ao consumidor, hoje existem softwares capazes de responder por chat.

Os chatbots, como são conhecidos, são inteligências artificiais capazes de realizar diálogos simples com seus clientes. Caso haja uma dúvida frequente ou um procedimento padrão de atendimento, é possível sistematizar isso numa conversa que seja interpretada pelo sistema e resolva a dúvida do consumidor.

Apenas no caso de problemas mais complexos ou não programados que um atendente humano passa a agir.

Portanto, seus colaboradores só precisarão agir, de fato, nos casos que exijam maior atenção, evitando o acúmulo de tarefas ou permitindo um contingente operacional menor.

Maior retorno financeiro

Por mais limitada que ainda seja essa tecnologia, as vantagens anteriormente mencionadas já trazem retorno. Ao fazer melhor uso de recursos materiais ou pessoais, a inteligência artificial evita desperdícios e permite que o foco seja na estratégia e não na operação.

Seus colaboradores não deveriam dedicar tanto tempo para garantir que o trabalho seja feito, mas que a qualidade dos resultados esteja alinhada com as exigências do mercado.

Além disso, a modernização dos processos torna a fábrica mais próxima do ideal de “fábricas inteligentes”. Resumidamente, são fábricas capazes de gerir seus processos de forma autônoma e integrada por meio das novas tecnologias da Indústria 4.0, a Quarta Revolução Industrial.

Essa revolução no segmento já é um fenômeno presente e é necessário acompanhar as tecnologias que vêm se estabelecendo para se manter à frente das concorrentes.

Quais são as aplicações da Inteligência Artificial nas indústrias?

Normalmente, quando se fala em aplicações industriais de softwares inteligentes, pensamos em linhas de produção totalmente mecanizadas. Esse é um ótimo exemplo de aproveitamento do recurso, mas está longe de ser o único.

Como vimos anteriormente, até mesmo atividades que envolvem contato com o cliente podem ter auxílio de sistemas. Conforme a tecnologia evolui, mais aplicações surgem.

Inteligência Artificial na Indústria Drones
Drones podem fornecer informações importantes para o cultivo

Uma aplicação recente, por exemplo, é a utilização de drones para a agricultura de precisão. É possível acoplar sensores a essas máquinas para que coletem e processem diversas informações para o plantio. Além disso, eles podem ser programados para fazer a varredura das condições do terreno sem a necessidade de presença humana.

Futuramente, o reconhecimento de imagens também possibilitará a identificação do tipo de cultivo, mas, por enquanto, esse recurso ainda não foi totalmente desenvolvido.

Outro exemplo de Inteligência Artificial são os carros inteligentes. Veículos autônomos já são uma realidade e oferecem a oportunidade de um transporte facilitado e seguro.

A integração com serviços de localização oferecia as melhores rotas e a logística poderia ser feita em qualquer dia, a qualquer hora e para qualquer distância.

Como último exemplo, podemos citar a manufatura inteligente, um recurso que mescla Inteligência Artificial com Internet das Coisas para uma linha de produção responsiva e dinâmica.

Explicando resumidamente, essa evolução da produção seria feita por meio da integração entre máquinas inteligentes, sendo capazes de transmitir informações de desempenho e produção entre si. Dessa forma, elas são capazes de informar possíveis falhas e ser acionadas no menor tempo possível, otimizando a operação.

Inteligência Artificial e o futuro da indústria

Os exemplos e benefícios citados aqui são apenas amostras de um processo que está sendo desenvolvido. A Indústria 4.0 é um processo em andamento e, como tal, não está totalmente completo.

Contudo, os impactos de melhorias tecnológicas, aliadas a uma cultura de Produção Enxuta, já mostram resultados otimistas. É necessário que o mercado industrial brasileiro recupere o atraso na implementação desses recursos para que acompanhe o desenvolvimento que está em curso em outros países.

A Inteligência Artificial é uma importante aliada nesse processo e sua utilização pode ser uma alternativa para que indústrias otimizem seus processos e, consequentemente, consigam maior retorno de seus recursos investidos.

Avatar

Ploomes Sistemas Empresariais

Sistema de automação da força de vendas.
CRM, Funil de vendas, Automação de Propostas e Pedidos de Vendas em um só lugar!

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Facebook
Facebook
YouTube
LinkedIn
Instagram
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial