Estratégia de Marketing: o que é, quais as principais e qual escolher para o seu negócio

Melhore seus resultados com uma estratégia de marketing eficiente. Aprenda como atrair, engajar e converter clientes de forma assertiva.
Tayrane
17/01/2024 | 11 min

Gerar visibilidade para o negócio, aumentar as vendas e promover a retenção dos consumidores são metas comuns para muitas empresas.

Diante disso, apostar em estratégias de marketing que facilitem o alcance desses objetivos é essencial para promover o crescimento contínuo da organização.

Seja no ambiente offline ou online, são infinitas as possibilidades de gerar resultados a curto e a longo prazo, basta entender qual (ou quais) delas é a mais adequada para as necessidades da empresa.

No Marketing de Conteúdo, por exemplo, é possível atrair potenciais clientes através de informações relevantes, que de fato irão solucionar um desafio ou um problema.

Nesse sentido, é fundamental mapear o perfil da sua persona, entendendo quais conteúdos são indicados para o seu perfil.

Mas com tantas opções, como escolher a estratégia de marketing que irá ajudar você a alcançar os objetivos de negócio? É justamente isso que você verá a seguir!

O que é estratégia de marketing?

Ao abordarmos o conceito de marketing é possível chegar a diferentes perspectivas, cada uma evidenciando aspectos importantes desse recurso.

Segundo Peter Drucker, trata-se da satisfação das necessidades de um público-alvo, visando à rentabilidade da empresa.

Por outro lado, a Associação Americana de Marketing (AMA) a define como a entrega de valor para consumidores, clientes, parceiros e stakeholders.

Nesse sentido, a necessidade de uma estratégia de marketing não é arbitrária, uma vez que visa atingir objetivos específicos e que fazem toda a diferença em um negócio. 

Ampliar a visibilidade da marca, o aumento das vendas, o fortalecimento da identidade de marca, a maximização dos lucros e a conquista e fidelização de clientes são apenas alguns deles.

Com tantas métricas para acompanhar, é esperado o surgimento de diversas formas de comunicação para que essa interação aconteça de forma eficiente, envolvendo variados canais, tipos de conteúdo, abordagens e etapas do funil de vendas.

A combinação desses elementos é possível, mas requer um planejamento cuidadoso, contemplando cada estratégia a ser implementada.

Durante a execução do projeto, o acompanhamento torna-se essencial para verificar o retorno do investimento e entender se o melhor caminho foi traçado.

A escolha da tática apropriada, portanto, é fundamental. Aqui, é importante entender o que faz sentido para o seu negócio, evitando replicar ações de outras empresas que podem não gerar os mesmos resultados para você.

Nesse caso, contar com a popularidade das redes sociais pode ser um grande trunfo. Para se ter uma ideia, somente no Brasil, o Facebook conta com aproximadamente 116 milhões de usuários. Ainda assim, é necessário entender quais os canais que sua persona costuma utilizar constantemente, entendendo os objetivos e relevância de cada um para a sua estratégia. 

Principais exemplos de estratégia de marketing

Existem diversas estratégias de marketing que a sua empresa pode adotar, dependendo de seus objetivos, público-alvo e recursos disponíveis. 

É importante ter em mente que a definição da estratégia precisa passar por uma série de processos, e que as necessidades dos clientes devem estar em primeiro lugar.

Abaixo, estão alguns exemplos de estratégias de marketing bastante utilizadas:

Marketing Digital

A presença da internet em nossas vidas alterou de forma significativa a dinâmica do consumo. O Marketing Digital abraça diversas estratégias, desde a produção de conteúdo e e-mails até a presença nas redes sociais. 

A otimização de conversão (CRO) e a otimização para motores de busca (SEO) são elementos essenciais nesse universo, permitindo que as empresas construam uma autoridade digital sólida e uma experiência única para os usuários.

Assim, monitorar e analisar resultados se tornou fundamental para ajustar estratégias de forma ágil, eliminando gaps e alterando a rota caso necessário.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing tem como principal foco a atração e a conversão de clientes por meio de conteúdo relevante.

Investindo em canais específicos, como blogs e redes sociais, é possível  estabelecer uma relação de valor com o público-alvo.

Enquanto isso, o foco no funil de vendas orienta a comunicação, desde a conscientização até a decisão de compra, proporcionando uma jornada mais personalizada para os potenciais clientes da sua empresa.

Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo vai muito além da produção de textos, envolvendo a criação e distribuição estratégica de material que poderá ser utilizado amplamente pela empresa. 

Seja através de blogposts, ebooks, vídeos, redes sociais ou e-mails, a meta é resolver os problemas e desafios do público-alvo, evidenciando que a solução pode estar mais perto do que ele imagina.

Assim, um planejamento minucioso, incluindo a definição das datas de publicação e a escolha dos canais de divulgação é essencial para construir uma narrativa constante e impactante para os usuários.

Marketing de Relacionamento

Esta estratégia concentra-se na construção de conexões significativas com os clientes. 

Desde a prospecção até a fidelização, o Marketing de Relacionamento visa transformar clientes em defensores da marca. 

Dessa maneira, a construção de uma reputação sólida e duradoura é alcançada através de interações personalizadas, proporcionando uma experiência que vai além das vendas.

Marketing de Produto

Já o Marketing de Produto assume a responsabilidade de divulgar e vender produtos de forma eficaz. 

Encontrar o público-alvo certo, definir um posicionamento estratégico, criar uma mensagem que destaque o diferencial competitivo e alinhar as estratégias de vendas e marketing são alguns dos seus objetivos.

Essa estratégia também pode e deve ser utilizada para apresentar novos produtos ao mercado, exigindo uma compreensão profunda do público e do contexto competitivo.

Marketing de Guerrilha

Já o Marketing de Guerrilha procura promover produtos e serviços de forma distinta, visando criar experiências memoráveis que atinjam as emoções do público em cheio. 

Seu aspecto criativo prioriza a inovação, muitas vezes com custos mais baixos, destacando-se em locais públicos como shopping centers e parques, onde a interação direta com o público é uma prioridade.

Marketing Viral

O Marketing Viral se baseia nas conexões interpessoais para propagar rapidamente uma mensagem, que pode vir em forma de ideia, vídeo ou campanha.

Sua eficácia a um custo relativamente baixo o torna uma estratégia atrativa para as empresas, já que aqui, a criatividade é o fator-chave para o sucesso da campanha.

Geralmente desencadeado nas redes sociais, o conteúdo compartilhado por milhares ou até milhões de pessoas potencializa o alcance da mensagem. 

Apesar de compartilhar semelhanças com o Marketing de Guerrilha, o foco desse tipo de ação é destinado a estratégias digitais, atingindo, assim, um público totalmente conectado e engajado.

Endomarketing

O Endomarketing tem como propósito proporcionar uma comunicação direcionada aos próprios colaboradores de uma empresa. 

Buscando reforçar a imagem da organização, esse tipo de estratégia é, normalmente, executada pela área de Recursos Humanos, visando o engajamento dos funcionários. 

Ao compartilhar a cultura da empresa, o Endomarketing contribui para a motivação, produtividade, redução da rotatividade, comprometimento, clima organizacional positivo e bem-estar no ambiente de trabalho.

Marketing Social

Campanhas de marketing social têm como objetivo mitigar e diminuir problemas sociais, abordando questões relacionadas à saúde, educação, trabalho, moradia, transportes e nutrição. 

Trata-se de um marketing focado no bem-estar social, mas que, assim como no marketing tradicional, precisa estabelecer metas para conquistar e fidelizar clientes, transformando a responsabilidade social em um diferencial que coloca a empresa em outro patamar. 

É crucial, portanto, entender o perfil dos clientes e trabalhar em causas que realmente façam sentido para eles, buscando a participação ativa do público.

Outbound Marketing

Já o Outbound Marketing, visa atrair clientes a partir de um produto ou serviço, sendo a iniciativa proveniente da empresa.

Utilizando propagandas em diferentes meios, como rádio, TV, jornais, revistas, e também no ambiente digital a partir de banners e pop-ups, esse método envolve um investimento mais alto. 

No entanto, é importante notar que, ao contrário do Inbound Marketing, o conteúdo não permanece disponível vitaliciamente caso o investimento seja cortado.

Isso porque, a segunda modalidade tem como estratégia central o próprio conteúdo, criado, em sua essência, para solucionar problemas e desafios do público-alvo. 

Marketing Pessoal

O marketing pessoal tem como principal foco o valor da imagem pessoal através do uso de ferramentas de marketing, destacando elementos relevantes e cativantes da personalidade das pessoas, de seu trabalho e outras ações atribuídas a elas. 

Com essa estratégia, busca-se atrair maior atenção de um público-alvo, influenciar pessoas e tornar-se referência em uma determinada área.

Trata-se de uma estratégia ideal para construir uma imagem positiva e impactante, gerando resultados satisfatórios quando executada de forma eficiente e para as pessoas certas.

Marketing promocional

O marketing promocional tem como objetivo aumentar a visibilidade de produtos ou serviços por meio de ofertas especiais, descontos e brindes. 

Ao definir o cenário de aplicação, seja para atrair mais consumidores ou reter clientes existentes, é essencial conhecer o público-alvo e alinhar a estratégia com o perfil da persona. 

Programas de incentivo, como pontos que podem ser trocados por descontos ou brindes, são exemplos eficazes nesse tipo de estratégia.

Marketing de ativação

Já o marketing de ativação visa destacar uma marca no mercado, estabelecendo uma presença forte diante do público-alvo. 

Buscando inovação, as campanhas podem ocorrer em locais frequentados pelos consumidores, como shopping centers e baladas. 

Ao oferecer experiências, brindes ou prêmios, as empresas mapeiam locais estratégicos para captar a atenção do seu público-alvo, promovendo uma exposição eficaz da marca.

Marketing de nicho

O marketing de nicho consiste em oferecer serviços a um segmento específico do mercado, tornando-se autoridade no assunto. 

Assim, especializar-se em um segmento permite compreender os desafios dos clientes, aumentar a credibilidade e criar um diferencial de mercado, tornando-se uma referência no nicho escolhido.

Marketing de comunidade

Por fim, o marketing de comunidade busca fortalecer o relacionamento com os clientes, posicionando a marca no mercado. 

Vai além do bom atendimento, utilizando canais de comunicação para responder às dúvidas de forma clara e eficiente. 

Isso porque é nítido que promover espaços para conversas contribui para melhorar o engajamento e criar uma experiência única para os consumidores.

Nesse caso, é essencial conhecer bem o público-alvo, criar conteúdos de qualidade e incentivar a participação nos canais proprietários para obter insights relevantes para a criação de produtos ou serviços.

Qual estratégia de marketing escolher?

Na hora de escolher entre estratégias de marketing online ou offline, é essencial conhecer as principais abordagens disponíveis e optar pela mais adequada para a sua empresa. 

É importante lembrar que cada negócio possui suas particularidades, e o que funciona bem para uma empresa pode não ser a melhor escolha para a sua.

Assim, definir claramente o seu público-alvo e persona é fundamental para definir ações assertivas, e que de fato vão trazer ganhos para o seu negócio.

Aqui, vale entender profundamente seus hábitos, interesses e problemas para atrair a atenção do consumidor em meio à quantidade de informações disponíveis. 

Isso permitirá que você saiba onde, quando e como atingi-lo, considerando que o canal de maior audiência nem sempre é o mais indicado.

Lembre-se: o objetivo inicial é que as pessoas conheçam o seu negócio. Portanto, após conquistar um reconhecimento e engajamento por parte do público-alvo, é hora de revisar a estratégia e considerar outros meios. 

Definir objetivos claros é essencial para orientar suas ações e avaliar o sucesso das estratégias implementadas. 

Portanto, o segredo está em manter um esforço consistente, adaptando-se conforme necessário para alcançar os resultados desejados.

Tenha em mente que o trabalho é constante, exigindo planejamento e monitoramento contínuo das campanhas. 

Conclusão

Tão importante quanto escolher as estratégias de marketing certas para o seu negócio, é planejá-las de modo que tudo saia conforme o esperado.

Além disso, a constância das ações é outro fator imprescindível, pois é a partir dessa recorrência que os resultados começarão a aparecer.

Imagine, por exemplo, investir em diversos canais, criar conteúdos de qualidade e postá-los somente uma vez?

Além do gasto de energia em vão, seus potenciais clientes poderão criar uma imagem negativa da sua empresa, optando pelo concorrente que de fato se preocupa em manter os conteúdos atualizados e sempre disponíveis.

Nesse sentido, o planejamento torna esse processo possível, gerando visibilidade sobre as tarefas que devem ser executadas para que as campanhas ganhem forma.

Quer saber como estruturar um planejamento de Marketing Digital B2B? Neste material gratuito você aprenderá a atrair grandes oportunidades usando canais digitais de forma mais eficiente e previsível. 

Baixe agora mesmo e entenda como criar um planejamento adequado para sua empresa:

banner e-book planejamento marketing digital b2b

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novos conteúdos de negócios em primeira mão!

Quer receber novidades sobre vendas, marketing e gestão?

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais práticas de mercado para gerar novos negócios.