CEO: o que é, funções e habilidades do chief executive officer

CEO é a sigla para "Chief Executive Officer", que em português significa "Diretor Executivo". Entenda melhor as funções do cargo.
Tayrane
20/03/2024 | 10 min
Matheus Pagani, CEO da Ploomes

Considerada uma das posições mais desejadas da atualidade, o cargo de CEO ou Chief Executive Officer é, atualmente, um dos mais importantes nas organizações. 

Mas o que um CEO faz? Qual é o seu papel para que uma companhia alcance os seus objetivos?

Continue a leitura para descobrir ou clique no player abaixo para ouvir a narração do conteúdo:

Bom, certamente isso dependerá do porte e estrutura da empresa, mas uma coisa é certa: o cargo está diretamente relacionado à gestão e ao desenvolvimento do negócio.

Explicaremos nas próximas linhas tudo o que você precisa saber sobre as atribuições de um CEO e as habilidades necessárias para se tornar um.  

O que significa CEO?

CEO é a sigla para “Chief Executive Officer”, que em português pode ser traduzida como “Diretor Executivo” ou “Diretor-Geral”. 

Responsável por tomar decisões estratégicas, liderar a empresa e garantir que as metas e objetivos sejam alcançados, essa pessoa é considerada a liderança máxima de uma empresa. 

Embora a posição seja bastante estratégica, nem toda empresa conta com um CEO, cargo que pode ser substituído por um Diretor-Geral.

No entanto, em companhias multinacionais a função de CEO é mais frequente, já que requer alguém com habilidades e competências específicas para liderar um negócio de grande porte. 

Qual o papel de um CEO?

Muito além de um título, o cargo de CEO é vital para que as empresas alcancem suas  metas. 

Sua influência é capaz de moldar o destino de uma organização, identificando oportunidades de crescimento, definindo metas ambiciosas e traçando um caminho para alcançá-las.

Com uma visão clara e estratégica, seu papel consiste em antecipar tendências do mercado, inovações tecnológicas e prever mudanças importantes no negócio.

Em empresas listadas na bolsa, por exemplo, é responsabilidade do CEO cuidar da reorganização do negócio para que os resultados sejam alcançados. 

O impacto desse esforço é traduzido no aumento da valorização das ações.

Assim, a empresa conseguirá se adaptar e prosperar em um ambiente de constante evolução.

Nem sempre, porém, as decisões não envolvem riscos. Isso porque os CEOs são os principais responsáveis por tomar decisões estratégicas de alto impacto, desde a alocação de recursos até a entrada em novos mercados, fusões e aquisições. 

Assim, o seu papel também envolve a avaliação de riscos com implicações relevantes para o futuro do negócio. 

No que tange a cultura organizacional, a posição de CEO é a principal responsável por definir os valores, princípios e comportamentos que são cultivados em toda a organização. 

Dessa forma, criar um ambiente de colaboração, inovação e crescimento para os colaboradores precisa estar entre suas principais prioridades.

Com isso, o profissional será capaz de gerar engajamento para que a equipe se sinta motivada e pronta para dar o seu melhor, o que contribui diretamente para o crescimento da empresa. 

Quais as habilidades de um CEO?

A função de CEO, como você viu até aqui, exige habilidades que transitam de uma função para outra: seja relacionada a uma boa comunicação, boa capacidade de tomar decisões e um conhecimento aprofundado sobre gestão.

Se você almeja uma posição de liderança, ou busca um maior aperfeiçoamento na área, confira as habilidades indispensáveis para se tornar um bom CEO.

Decisões rápidas e com convicção

Tomar decisões é um aspecto recorrente em áreas de liderança. Para os CEOs, esse é um elemento chave para se adaptar às constantes mudanças e desafios de um mercado tão volátil.

Sendo assim, fazer escolhas de forma ágil e eficiente é, certamente, algo presente na rotina de quem exerce essa função.

Além de estabelecer uma direção clara para o futuro do negócio, a facilidade para tomar decisões é uma característica que inspira confiança na equipe, investidores e parceiros.

Construção de relacionamentos

A construção de bons relacionamentos no mundo corporativo parte de um fator de grande importância nas empresas: entender as necessidades e motivações dos colaboradores

Além de aproximar os membros da equipe de suas lideranças, essa habilidade torna a estratégia da empresa visível para todo o time, uma vez que a comunicação acontece de forma clara e as decisões são tomadas em conjunto. 

Adaptação ágil

Manter a competitividade, identificar oportunidades e solucionar problemas de forma ágil são alguns exemplos dos benefícios alcançados quando há uma adaptação rápida às mudanças do mercado. 

Assim, ao ocupar a posição de CEO, é fundamental que o profissional se adapte a essas novas tendências e demandas, construindo uma empresa com alta relevância e competitividade.

Ótima comunicação

Uma comunicação clara e contínua é, definitivamente, um dos ativos de maior relevância nas empresas. 

Para isso, o profissional precisa estar sempre atento ao que acontece na empresa, sabendo comunicar mudanças e novidades de forma eficaz. 

Assim, o caminho para conquistar a confiança da equipe e estabelecer uma relação saudável com todos os colaboradores será mais fácil. 

Trabalho sob pressão

Não é segredo que o nível de cobrança tende a aumentar conforme a senioridade de um profissional, especialmente quando se trata de um cargo de liderança. 

Isso é normal, já que as responsabilidades aumentam, sobretudo em empresas de grande porte. Dessa forma, entregar bons resultados e responder por metas desafiadoras são atividades que estão no escopo de trabalho de um CEO.

Resiliência

Por se tratar de uma posição estratégica, que envolve diversas decisões e escolhas difíceis, um CEO precisa estar preparado para entender que nem sempre tudo sai como o planejado. 

Assim, ter resiliência e saber como agir em determinadas situações é fundamental para lidar com momentos desafiadores da melhor maneira possível. 

Visão sistêmica

Adquirir uma visão clara e objetiva de tudo o que acontece no negócio é outra habilidade indispensável para profissionais que ocupam cargos de alta gestão. 

Só assim é possível entender o que está indo bem e o que precisa ser melhorado, além de viabilizar uma gestão adequada da equipe

Por mais que as áreas tenham metas individuais, se situar sobre o cenário geral da companhia vai permitir o desenvolvimento de ações que terão um impacto em todo o negócio

Capacidade de liderar

Diante de todas as habilidades citadas até aqui, fica claro que a capacidade de liderar é o que move todas as características que um CEO precisa ter. 

Uma boa liderança deve, além de se preocupar com os resultados e entregas da companhia, ser capaz de motivar e engajar a equipe, ajudando a construir um ambiente propício para o crescimento dos colaboradores e que os tornem profissionais cada vez melhores. 

Como o CEO de uma empresa é escolhido?

É comum ver sócio-fundadores exercendo a posição de CEO em empresas que não possuem capital aberto. Mas, e nas empresas públicas, qual é a regra? 

Bom, aqui a escolha é um pouco mais rígida, já que os acionistas impactam diretamente nessa decisão. Assim, o comitê administrativo fica a cargo de tomar a decisão e escolher o profissional responsável por ocupar o cargo mais alto da empresa. 

Em ambos os casos, a escolha deve ser baseada em critérios claros, exigindo uma experiência prévia do profissional, além de conhecimentos sólidos em administração. 

Jeff Bezos, fundador e por muito tempo CEO da Amazon, é um exemplo claro de que, não necessariamente, a atribuição deste cargo precisa estar relacionada a laços mais profundos com a empresa. 

Isso porque, o executivo deixou o cargo de CEO para se tornar presidente-executivo do Conselho, deixando a posição para Andy Jassy, que apesar de manter uma visão de negócios similar à de Bezos, é conhecido por uma postura mais aberta e simpática ao público. 

É possível se tornar um CEO?

Depois de conhecer as principais funções de um CEO você provavelmente está se perguntando: é possível assumir a posição de maior importância em uma companhia? De cara, a resposta é sim. 

Claro que existem alguns requisitos que cooperam para que isso aconteça, como cultivar boas conexões, ampliar os conhecimentos e o desenvolvimento contínuo de habilidades.

Além da educação formal, esse processo envolve a construção de habilidades analíticas, de liderança e de resolução de problemas.

Outras características como habilidades de comunicação, tomada de decisões, gestão de equipes e pensamento estratégico são requisitos importantes para quem almeja ocupar um cargo de CEO.

Uma reputação confiável também conta muitos pontos se o seu objetivo é construir uma carreira voltada para a alta liderança. Portanto, lembre-se: alcançar metas e superar desafios será fundamental para a construção de uma reputação confiável.

Quais os outros cargos C-level?

Categoria que engloba os principais cargos executivos dentro de uma empresa, o termo C-level é composto pelos principais executivos de uma empresa, formando um grupo responsável por tomar as decisões estratégicas para o negócio.

Ao todo, existem oito cargos da categoria de C-level, que dividem-se em:

  • CEO (Chief Executive Officer): O CEO, ou Diretor Executivo, em português, é o principal executivo de uma empresa, responsável por liderar a organização em direção aos seus objetivos estratégicos.
  • CRO (Chief Revenue Officer): Já o CRO é responsável pela geração de receita da empresa, criando um plano estratégico a fim de integrar e alinhar os times de vendas, marketing e customer service para obter resultados positivos.
bannner ploomes teste grátis
  • COO (Chief Operating Officer): O Diretor de Operações é responsável pela gestão das operações diárias e do desempenho geral da empresa, como finanças, orçamento e gestão de projetos.
  • CFO (Chief Financial Officer): Já o Diretor de Finanças é responsável pela gestão financeira e estratégica da empresa, incluindo contabilidade, orçamento, planejamento financeiro e análise de investimento.
  • CMO (Chief Marketing Officer): O Diretor de Marketing é o principal responsável pela definição de estratégias para aumentar a visibilidade da marca, atrair clientes e aumentar as vendas.
  • CTO (Chief Technology Officer): O Diretor de Tecnologia fica responsável pela inovação tecnológica, bem como pelo desenvolvimento e implementação de soluções tecnológicas que apoiem as operações e objetivos da empresa.
  • CHRO (Chief Human Resources Officer): O CHRO é o Diretor de Recursos Humanos. É o principal responsável pela contratação, desenvolvimento, retenção e engajamento dos funcionários.
  • CCO (Chief Communications Officer): CCO é o Chefe de Comunicações. É responsável por gerenciar a imagem e reputação da empresa através da comunicação com os stakeholders, incluindo funcionários, clientes, investidores, imprensa e a comunidade em geral.

Conclusão

Como você viu, muito trabalho, estudo e dedicação diária são fatores indispensáveis para quem busca uma posição de liderança, sobretudo para aqueles que almejam o cargo de CEO em uma empresa.

Para isso, é fundamental entender profundamente as funções realizadas por profissionais que ocupam cargos da alta gestão, entendendo quais são seus principais desafios e como se preparar para tomar decisões estratégicas e gerenciar uma equipe.

Quer saber mais sobre o assunto? Aprofunde-se no tema lendo o nosso conteúdo gratuito: C-level: o que é e quais os principais cargos da categoria?

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novos conteúdos de negócios em primeira mão!

Quer receber novidades sobre vendas, marketing e gestão?

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais práticas de mercado para gerar novos negócios.

Isso vai fechar em 0 segundos